O melhor destino, com a hospedagem perfeita. Inesquecível!

Casa mãe - Foto Pierpaolo Nota

Estalagem Corvo Branco, em Urubici, quartos temáticos, proposta diferenciada e prioridade em servir produtos da Serra Catarinense

Tem destinos que são maravilhosos por si só. Mas que podem ser potencializados quando você escolhe o local certo para se hospedar. É o caso da cidade de Urubici, na Serra Catarinense, quando a escolha é a Estalagem Corvo Branco.

Visão noturna da Casa Mãe – Foto Pierpaolo Nota

Tudo começou em 2011, quando os sócios Marcos Elias Fulber e Viviane Schran visitaram Urubici. Encantarem-se pelo local, pela exuberante natureza e decidiram construir por ali uma pousada. Em maio de 2013 começaram a concretização dos planos. Em setembro do mesmo ano, com o início das obras, chamaram o amigo Deive Almeida para a sociedade, com objetivo que ele fosse o gerente geral do local, cargo que exerce até hoje com sabedoria e extrema gentileza na recepção dos hóspedes. Em 17 de dezembro de 2015, a Estalagem Corvo Branco foi inaugurada!

Detalhes fazem a diferença – Foto Pierpaolo Nota

Segundo Almeida, a propaganda da estalagem é feita no boca a boca, quando o turista conta para outro a  experiência  que viveu, em uma cidade conhecida por ser uma das mais frias do Brasil. “Nossa proposta na alta temporada é não deixar ninguém passar frio, instalamos ar condicionado inverter nas cabanas, revestimento térmico e acústico, lareira com pele de vidro fechada – para não voltar fumaça e lençol térmico. Pensando sempre em proporcionar o máximo de conforto possível”.  

Todas as cabanas tem lareira – Foto Pierpaolo Nota

A alta temporada em Urubici vai de maio a agosto. Setembro tem também um bom índice de visitação devido à Fenatruta – Festival Nacional da Truta.

Café da manhã – Foto Pierpaolo Nota

Outro diferencial da Estalagem Corvo Branco é que é prioridade no local servir produtos produzidos na própria Serra Catarinense.

Preferência por produtos serranos – Foto Pierpaolo Nota

Na adega, estão à disposição 96 rótulos de vinhos da região, muitos com produção limitada, que surpreendem até os mais entendidos. No café da manhã, também são servidas especialidades serranas, como a rosca de coalhada, o pão de milho e a torta de maçã.

Cabana temática – Foto Pierpaolo Nota

ACOMODAÇÕES – A estalagem se intitula como a primeira pousada temática do Brasil. A estrutura é composta da casa mãe, onde é servido o café, fica a adega, o cinema, uma sala de confraternização, bar e uma varanda voltada para a montanha, com um visual incrível.

Escolha entre ficar no Canadá, Noruega, Holanda, Alemanha, Letônia ou Rússia – Foto Pierpaolo Nota

O local tem capacidade de hospedar somente 18 felizardos, divididos em 6 cabanas, cada uma com temática de um país diferente. É possível escolher entre ficar no Canadá, Noruega, Holanda, Alemanha, Letônia ou Rússia.

Conforto nos quartos – Foto Pierpaolo Nota

Todas as cabanas possuem cama queen size, calefação, ducha a gás, banheira de hidromassagem com cromoterapia, isolamento térmico e acústico, lareira fechada com vidro, arquitetura e decoração típica, ar condicionado, pacote SKY HD Total e WIFI.  

Cabana projetada com acessibilidade – Foto Pierpaolo Nota

A cabana Letônia foi projetada prevendo total acessibilidade para quem tem problemas de mobilidade.

VALORES – Na baixa temporada os valores para duas diárias preço casal giram em torno de R$ 790,00 no meio da semana e R$ 990,00 entrando sexta e saindo domingo. Na alta temporada o valor sobe respectivamente para R$ 1.090,00 e R$ 1.490,00. Com café da manhã incluso. É permitido animais de pequeno porte, com taxa extra de R$ 125,00. Valores válidos até janeiro de 2020.

Espaço interno na Casa Mãe – Foto Pierpaolo Nota

LOCALIZAÇÃO – A Estalagem fica a 12km do centro de Urubici, 8km de asfalto e 4km de cascalho, em estrada mantida pelo próprio local.

SERVIÇO

Estalagem Corvo Branco

Reservas através do 49 99150 8787 (whats)

https://www.facebook.com/estalagemcorvobranco/

reserva@corvobranco.com.br

www.corvobranco.com.br

Estrada Geral Sta Teresa S/N

Urubici/SC

ONDE IR EM URUBICI

Cachoeira do Avencal

Cachoeira do Avencal – Foto Divulgação

Uma das inúmeras cachoeiras que compõem a região. O nome Avencal deriva da avenca, vegetação comum nesta região. O pequeno rio que forma a cachoeira se chama rio do Funil, sugestivo da grande parede em semicírculo que deu origem a cachoeira.

Morro do Campestre

A dez quilômetros do Centro (pra quem vem da Praça, a esquerda no semáforo) o Morro do Campestre proporciona uma das mais belas paisagens da região, especialmente durante o pôr-do-sol.

Morro da Boa Vista

O morro da Boa Vista está localizado na serra Geral, com 1.824m de altitude. É o ponto mais elevado do estado de Santa Catarina. Situa-se em uma região conhecida como Campo dos Padres.

Gruta Nossa Senhora de Lurdes

Gruta Nossa Senhora de Lourdes

Ponto de peregrinação religiosa, fica na localidade de Santa Terezinha, a 10 km do centro de Urubici, no caminho para o Morro da Igreja. É uma gruta natural, cercada por paredões, na qual desde 1944 existe a imagem de Nossa Senhora de Lourdes.

Objetos e fotos deixados no local pelos fiéis são testemunhos das graças alcançadas. Uma queda d’água com mais de dez metros de altura completa o encanto de cenário. No local é realizada em outubro a Romaria da Penitência.

Caverna Rio dos Bugres

Antigo abrigo de índios, a caverna fica em área de vegetação exuberante. Para chegar lá, é preciso enfrentar 11 km de estrada estreita de terra batida, mas vale a pena. Um rio é presença constante no cenário e há grande possibilidade de encontrar cavaleiros pelo caminho, com vestes e adereços tipicamente serranos.

Nos últimos 300 metros antes de chegar à caverna, a trilha piora e o melhor é deixar o carro e seguir a pé. Não esqueça de levar uma lanterna para apreciar o interior da caverna – e chegar à saída sem se perder!

Cascata Véu da Noiva

Véu da Noiva – Foto Pierpaolo Nota

Com 62 metros de queda, a cascata se destaca entre as mais de 80 encontradas no município. Não há queda livre: a água desliza suavemente por grandes rochedos. Quando há maior vazão, a espuma branca faz o visual assemelhar-se ao de um grande véu de noiva – daí o nome pelo qual é conhecida.

A cascata fica em propriedade particular, há no local um restaurante que também serve lanches. Na caminhada de 300 metros entre o estacionamento e a base da cascata é possível flagrar diversos pássaros da fauna local – curiós, sabiás, tico-ticos, pica-paus, gaturamos, capitães-do-mato -, em uma explosão de sons e cores. Uma trilha suspensa a 10 metros de altura, com 260 metros de comprimento, ligando as copas das árvores, permite a prática do arvorismo, modalidade que chegou recentemente ao país. A cascata fica no caminho para o morro da igreja.

Pedra Furada

Pedra Furada – Foto Pierpaolo Nota

O acesso se dá somente via cadastramento no site www.icmbio.gov.br/parnasaojoaquim . Visitantes que obtiverem a confirmação do agendamento devem se dirigir à sede do ICMBio em Urubici para obter a autorização.

Serra do Corvo Branco

Serra do Corvo Branco – Foto Pierpaolo Nota

A lendária estrada que foi a ligação pioneira entre o litoral e a serra continua em atividade. A “garganta” de entrada (a estrada começa no meio de dois paredões de pedra, a 27 km do centro de Urubici) proporciona uma visão impressionante.

Descer a serra até a cidade de Grão-Pará, como motorista ou passageiro, é uma emoção única, quase comparável à sentida em uma montanha-russa. As curvas fechadas e a pequena largura da estrada remetem imediatamente ao tempo em que a estrada era conhecida como “a mais temível” de todo o Brasil.

COMPARAÇÃO

Serra do Corvo Branco. Desce em 8km, de 1460m para 100m.

Serra do Rio do Rastro desce em 16km, de 1421m, para 300m.

Lugar muito mágico!